Sobre esse tal de “compre mil reais e ganhe um trilhão de amostras”

Eu amo amostras. Amo mesmo.

Nunca mais me esqueço do dia, há um tempão atrás, em que fui em uma dessas lojas de departamento gigantes com aquela listinha de compras que só a gente sabe fazer quando viaja e a vendedora fala que tem a seguinte promoção: comprando acima de alguns dólares (pfff, ia comprar fácil fácil), eu ganhava uma bolsa e, dentro dela, muitas amostras. E ela falava sério. Eram MUITAS amostras. Eu fiquei enlouquecida.

… e nunca usei nenhuma delas.

Eu amava amostras. Amava mesmo. Mas nunca usava. Então… que amor era esse?

Até que um dia Marie Kondo apareceu em minha vida e, no meio de todo aquele “comichão do desapego” que bateu, fiz uma limpa nas maquiagens e nas amostras. Foram embora quase todas (as amostras, porque ainda não sou forte o suficiente para desapegar das maquiagens). Quase todas se já não estragadas, quase lá. E não precisei delas desde então. Não me fazem a menor falta.

Eu não amo mais amostras.

A verdade é que elas não fazem falta na minha rotina. Eu tenho os produtos certos para a minha pele, indicados pela dermatologista e aprovados pelo uso por alguns dias. Não é preciso ficar testando um produto diferente a cada dia e enlouquecendo a pele com isso.

Aliás, na verdade, só restou um tipo de amostras na minha vida: as que são dadas pela minha dermatologista. A minha sempre me passa mais de uma opção de produto e me dá algumas amostras para experimentar. Então, antes de comprar um frasco grande de algum produto (que é bem caro, vamos confessar), eu testo por alguns dias e a que der o melhor resultado, compro o tamanho normal. Prático, econômico e sem desperdícios, eu compro apenas o necessário, aquilo que melhor funcionou para a minha pele e uso todas as amostras.

Com maquiagens, a mesma coisa. “Não, obrigada. Eu não vou fechar uma compra só porque vou ganhar, ‘grátis’, uma sombra azul bebê encalhada no seu estoque” virou mantra. À primeira vista, pode parecer um super deal, mas na vida real… pense por um minuto e você vai perceber que nunca na vida irá usar essa sombra ou batom cuja cor você não escolheu (e, provavelmente, nem gosta).

Eu nunca mais amarei amostras.

Ficaram só os produtos que uso sempre, que gosto e que usarei até o fim. Sem desperdícios, de produto, de dinheiro e nem de espaço.

E isto é o suficiente.

Você também pode gostar de...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *