Project 10 Pan: Winter 2017/2018

Definitivamente, uma das melhores formas de conviver melhor com a decisão de diminuir a quantidade de coisas que compramos é efetivamente usar o que temos.

Quantas coisas ficam no fundo do armário só porque, simplesmente, a gente não explorou todo o potencial dela? Não sei quanto a vocês, mas eu era super assim: comprava um milhão de coisas mas, no final, sempre tinha o mesmo uniforme. Isso valia para roupas, acessórios, calçados, maquiagem, skincare… Tudo! Inclusive comida, por incrível que pareça! (quantas comidas diferentes eu já comprei e nunca cozinhei?)

Com o tempo, fui percebendo que apesar de muita coisa ao meu redor, a vida nem sempre estava repleta de coisas boas. Nem mesmo as coisas (materiais) que eu mesma havia comprado. Foi então que eu fui abrindo os meus olhos para alguns pequenos absurdos que havia nas minhas gavetas, principalmente no quesito “maquiagem”.

E se nos anos anteriores, quando o antigo Beauté S.A. ainda vivia, eu já tinha dado uma boa renovada nos meus hábitos de consumo em relação às minhas roupas e outras coisas, eu ainda não tinha tido coragem de atacar as maquiagens. Até agora.

Foi então que, neste ano, eu decidi tomar coragem e usar, durante toda uma estação, produtos que geralmente eu não usaria. Quase sempre, a gente possui tesouros escondidos no fundo nos nossos armários que nunca são aproveitados, simplesmente porque estão fora do nosso radar por qualquer que seja o motivo.

E daí surgiu a idéia de fazer um Projeto 10 Pan, bem do jeito old school blogger que eu curto.

Pra quem já acompanha blogs de beleza há séculos como eu, vai lembrar bem desses projetos. Senão, te conto: no final do ano de 2008 e início de 2009, muita gente teve que apertar as finanças por conta da crise financeira. Os blogs (inclusive os de beleza) eram algo bem pessoal e sem comercialização (ô tempo bom, sem #ad ou posts pagos, reviews duvidosos… Saudades!) e tudo o que as pessoas postavam era verdadeiramente comprado com o dinheiro delas. Com a crise, a galera simplesmente não pôde mais esbanjar e começaram então os “Project Pan” da vida, onde só era permitido comprar algo novo quando algum dos seus produto terminasse. Então, sabe aquele corretivo super mara que acabou de lançar? Sair correndo pra Sephora mais próxima? Na-na-ni-na-não. Não enquanto você não usasse um dos seus produtos até o fim.

Além disso, depois de ver e ler muuuitos Projects Pan, acho que o melhor é variar os produtos de tempos em tempos, para não ficar entediante também. Por isso, estabeleci que mudaria os produtos a cada 3 meses, ou seja, a cada estação. Assim, dá para adaptar melhor as texturas e cores com o clima de cada época do ano. Vamos ver se funciona…

Já estou usando os produtos desde o início do inverno aqui na Bélgica e as fotos foram tiradas no dia 20 de dezembro, por causa das marcações. Neste inverno, estes produtos serão meus companheiros principais:

1. Base Bourjois Healthy Mix Serum, cor 51. A Bourjois até já mudou alguns produtos da linha Healthy Mix dela, para vocês terem uma idéia de como esta base é velha e precisa ser terminada ASAP (além do fato de eu ter mais um zilhão me esperando na gaveta néam #shameshame). Eu amo essa base e sempre que a usava para trabalhar, no meio do dia quando me olhava no espelho, eu pensava “uau, o que aconteceu com essa pele? Ela tá ótima!” (sim, auto-elogio: temos!), mas tenho observado que para o frio do inverno daqui ela acaba sendo um pouquinho seca e por isso tenho combinado sempre com um hidratante bem potente (ai sim, o efeito “uau, minha pele tá mara” volta).

2. MAC Fix+. Sprayzinho de uma água que eu não faço idéia do que tem, mas que tira aquele aspecto “poerento” do rosto quando usamos pó compacto (ou solto. Para mim, o efeito “poerento” – não tenho outra palavra pra definir, sorry! – é sempre o mesmo). Ele não é spray fixador e nem matificante, mas eu usava muito o Fix+ durante o verão do Rio de Janeiro, combinado com as minhas bases em pó.

3. Corretivo MAC Studio Finish, cor NW20. Eu A-M-O esse corretivo. No calor, no frio… Não importa. Algumas pessoas acham muito pesado para a área sob os olhos. Eu não acho. Uso assim mesmo, uso sempre, e ele simplesmente não acaba!

4. Corretivo Acne Blemish Spot Treatment, da Murad. Outro exemplo de produto que de tão velho, mas tão velho, nem vende mais. De “spot treatment” ele não deve ter mais nada. Então, tá na hora de acabar.

5. Le Blush Crème, da Chanel (cor Inspiration). Sabe aquelas riquezas que você tem e que tem pena de usar? Eu tenho umas maquiagens assim… São tão lindas, tão elegantes, tão phynas, que não uso nunca, por pura pena de gastar. Tá na hora de deixar essa besteira de lado. Use os seus luxos, porque eu super vou usar o meu blush phyno de cor phyna e textura phyna, fingindo que sou também (só fingindo, claro).

6. Iluminador Glow, da Topshop (cor Polished). Vocês têm alguma coisa que amam, adoram comprar e nunca usam? Eu tenho: Iluminador. Aaaahhh, que lindo aquele ossinho do rosto iluminado. Mas quando eu vou usar, sempre fico com medo de parecer uma ridícula. Não mais. Teremos iluminador em dia de semana, à luz do dia, sim (tentando ao máximo não parecer um daqueles globos de boate, prometo)!

7. Sombra Ashes to Ashes, da Nars. Também conhecida como “compra por impulso que você nunca presta atenção depois que ela chega na sua casa”. Um exemplar de Black Friday da Sephora, tenho certeza. A cor é linda, mas igual a umas outras centenas que eu tenho. Além disso, a embalagem da Nars fica tão horrível com o tempo, que eu confesso que fico com nojinho de usar. Agora não tem jeito: ela vai ser lembrada e usada.

8. Máscara de cílios Noir Couture Volume, da Givenchy. Essa máscara foi o motivo pelo qual eu resolvi fazer esse projeto. Comprei já há algum tempo e tava guardando ela no melhor estilo Gollum só olhando pra ela e sussurrando “my precious“. Quando finalmente abri… TA-DÃAAAA! Ta-va-to-da-res-se-ca-da. Sim. É como se o anel do Gollum fosse a bijuteria mais fajuta e deixasse o dedo do Gollum com aquela mancha de bijuteria horréeevel que só quem já usou na vida sabe (#beentheredonethat). “My precious” no more. Nunca mais! Taquei umas gotas de um colírio e vou usar essa máscara por mais alguns meses, só de raiva.

9. Lápis Rock’n’Kohl, Charlotte Tilbury. Outro exemplo de “My Precious” que não combina mais com a minha neurose com os olhos que eu adquiri depois da operação para correção da miopia. Muitas vezes eu gosto de passar lápis preto na linha d’água e, por isso, é bom que eles estejam BEM dentro da validade.

10. Perfume Kenzo Amour EDP. O perfume estava nos finalmentes e eu passei para um frasco travel size por causa da mudança. Perfumes demoram anos para terminar e são mais um exemplo de coisa que, quando você termina, seu gosto já mudou totalmente. Eu tenho tanto perfume em casa e levaria tanto tempo para ter a oportunidade de usar os que já tenho que, se fosse comprar um novo, teria que pensar “como seria o gosto da Ana Clara aos 165 anos?”. Gastar dinheiro com perfume? Não, obrigada.

Comprar alguma coisa nova? Só só se fizer muuuuito sentido. Considerando que tenho outras 30 bases na gaveta, acho bem difícil uma nova compra fazer sentido, mas também, como uma boa rehab, não vou restringir novas compras por completo, porque senão fatalmente não irá funcionar.

Então, até o próximo update e… wish me luck!

Você também pode gostar de...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *